MIRANTE 1

Apenas um grande caderno de notas. Um mirante de onde eu olho tudo e qualquer coisa e bato nas teclas pra registrar.

Pau no metrô

Pego o metrô na Estação D. Pedro II e venho até a Praça da República diariamente.
Quando subi as escadas da estação D. Pedro II vi o número alto – e cotidiano  – de pessoas na plataforma. A única coisa que causou estranheza foi a composição estar com as luzes apagadas e com as portas abertas.
Depois de dez minutos sem saber o que acontecia, o alto falante anunciou, “Devido a problemas na linha entre a estação D. Pedro II e Sé, o metrô está com a circulação reduzida nessas estações”.
Quando há algum problema na linha de metrô em São Paulo, a pior fonte de informações é o próprio. Nunca apresentam algo satisfatório e as catracas continuam girando e girando inchando as plataformas de pessoas atrasadas e mau humoradas. Há demora na decisão de pedir para os passageiros se retirarem da composição ou da própria estação.
Nos minutos seguintes, quando a mesma mensagem era repetida pela quinta ou sexta vez, algumas pessoas de dentro dos vagões lotados começaram a passar mal e sair  por conta da ventilação desligada dentro dos carros.
Uma aglomeração se formou na ponta da plataforma e as pessoas corriam com seus celulares avisando seus colegas e patrões que chegariam atrasados nos seus postos de serviço ou tirando fotos e gravando vídeos.
Nesse momento agradeci por dois motivos: primeiro – não tenho nenhuma reunião ou demanda absurdamente urgente no trabalho – o que acabaria com o meu humor e talvez com a minha educação na parte da manhã do mesmo jeito que acabava a de algumas pessoas por lá. Segundo
– Ainda bem que não trabalho na Barra Funda. Afinal, a caminhada de meia hora entre o Parque D. Pedro e a Praça da República não me mataria, só atrasaria.
Mais alguns minutos se passaram, e só quando percebemos os passageiros descendo no leito da linha e caminhando por cima da ponte aonde avistávamos mais duas composições, os injuriados pagantes do serviço público que é o metrô decidiram sair da estação.
Ainda assim, o Metrô não apresentou uma nova informação ou pedido para que os passageiros buscassem novos meios de transporte. Só a mesma irritante, vazia e inconveniente mensagem era transmitida bem amadoramente pelos alto falantes mau cuidados e com chiados.
A passagem de R$2,65 foi perdida e o atraso no trabalho foi outro ônus que eu, um cidadão que deveria contar com esse serviço, perdi. Agora, passo o dia com a sensação de ser um idiota impotente e sem poder nenhum pra mudar a incompetência dos serviços públicos.

Pego o metrô na Estação D. Pedro II e venho até a Praça da República diariamente.

Quando subi as escadas da estação D. Pedro II vi o número alto e comum de pessoas na plataforma. A única coisa que causou estranheza foi a composição estar com as luzes apagadas. As portas estavam abertas.

Depois de dez minutos sem saber o que acontecia, o alto falante anunciava, “Devido a problemas na linha entre a estação D. Pedro II e Sé, o metrô está com a circulação reduzida nessas estações”.

Afirmo que quando há algum problema a pior fonte é o próprio metro. Nunca apresentam uma informação satisfatória do problema e há demora na decisão de pedir para os passageiros se retirarem da composição ou da própria estação.

Nos minutos seguintes, quando a mesma mensagem era repetida pela quinta ou sexta vez, algumas pessoas de dentro dos vagões lotados começaram a sair e a passar mal por conta da ventilação desligada dentro dos carros.

Mais alguns minutos se passaram, e só quando percebemos os passageiros descendo na linha e caminhando por cima da ponte aonde avistávamos mais duas composições entre uma estação e outra, os que estavam na plataforma decidiram sair da estação.

Mesmo dessa maneira, o Metrô não apresentou uma nova informação ou pedido para que os passageiros buscassem novos meios de transporte.

A passagem de R$2,65 foi perdida e o atraso no trabalho foi outro ônus que eu, um cidadão que deveria contar com esse serviço, perdi e agora passo o dia com a sensação de ser um idiota





Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 21 de setembro de 2010 por em Cidade.
%d blogueiros gostam disto: