MIRANTE 1

Apenas um grande caderno de notas. Um mirante de onde eu olho tudo e qualquer coisa e bato nas teclas pra registrar.

A garota de Ipanema é uma patricinha idiota #helldejaneiro

Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça
OS HÓMI COM FOGO METENDO A FUMAÇA
Num doce balanço, caminho do mar

Moça do corpo TORRADO, MORTA EM  Ipanema
FUMAVA UNZINHO PRA FUJIR DOS POBREMA
NÃO DEU PRA CORRER DOS HÓMI Q VINHAM A ATIRAR

Ah, AS BALAS PASSAM ZUNINDO
Ah, UMA GRANADA, TU OUVISTE?
CADÊ a beleza que existe?
A beleza que não é só minha
Que também passa sozinha

Ah, DESCE QUANDO O CAVEIRÃO PASSA
O mundo inteirinho SE ESCONDE EM CASA
E fica FUGINDO DOS HÔMI  MATADÔ

Ok, a letra da música está péssima e podem dizer até de mau gosto.

Mas eu não sei nem por onde começar. Talvez a minha irritação tenha vindo da cara do Sérgio Cabral no Jornal Nacional ontem.

E eu tenho que tomar cuidado para esse embrulho no meu estômago não se transbordar em raiva e eu perder o controle da minha linha de raciocínio – que ainda está tentando entender essa situação como um todo.

Eu também não vou chover no molhado e repetir que o poder público está todo ferrado, todo mundo sabe que a corrupção está no DNA dos nossos governantes, mas o problema vai muito mais além disso, se as pessoas fossem mais competentes pra fazer o que se comprometem – ainda mais no poder público (!) – isso tudo não tava assim.

Não tem jeito, vai ter que queimar agora e muita gente inocente vai ter que sofrer as consequências das suas posturas apáticas.

A garota de Ipanema envelheceu e ela só se importa em ir à academia, se encontrar com o amante, tratar a babá dos seus filhos com indiferença ou com superioridade, fazer as unhas, posar de superior com o marido e se preocupar se ele vai comprar o carro do ano pra ela. Política? Só se for pra falar que entende porque estudou em escola particular e tentar passar uma imagem de mais inteligente do que seus pares cariocas pobres…

Produtor e produto

Povo, produtor de políticos corruptos. Como? Não se organizando e cobrando resoluções, mas o buraco vai ainda mais fundo, vem do nosso egoísmo. Ainda falta senso coletivo nessa bagaça – e eu falo do País inteiro, não so do Rio.

Político, produto do povo. Só quer saber de encher a própria barriga, trabalhando o menos possível, só se coçando realmente de dois em dois anos – nas eleições.

A nossa lógica democrática tá perversa, toda torta. …Enquanto a gente continua só pensando no nosso e não no coletivo…a gente só faz é alimentar essa dinâmica…

O que no final das contas me faz pensar – e perdoem o clichê – que ninguém é inocente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 25 de novembro de 2010 por em Política.
%d blogueiros gostam disto: