MIRANTE 1

Apenas um grande caderno de notas. Um mirante de onde eu olho tudo e qualquer coisa e bato nas teclas pra registrar.

Um mistério, um jornalista ferrado e uma hacker problemática

Um jornalista caído em desgraça, uma hacker genial totalmente à margem da sociedade, um escândalo político, um velho milionário recluso, uma garota desaparecida há 37 anos e uma família podre de rica e com valores podres. Esses são os elementos dessa história gelada, frenética e impressionante!

Li uma matéria na revista Alfa, do mês passado. Ela fala sobre a grande onda de escritores policiais escandinavos que vem laçando leitores ávidos em todo o mundo. A pergunta central do texto é, por que um país com o índice de criminalidade beirando o zero possui tantos escritores talentosos de romances sobre crimes? A principal conjectura é a de que por conta do inverno que faz com que as pessoas passem muito tempo em casa, o povo nórdico devora livros com a voracidade que um viking devoraria um javali.

Algumas conjecturas: o longo inverno mantém os escandinavos dentro de casa por muito tempo — estão entre as nações com mais leitores no planeta. E eles amam romances policiais. Assim, gerações e gerações educadas lendo sobre crimes aprenderam todos os truques do gênero. Outra é que romances policiais vendem. Quase todos os autores agora lançados já se aventuraram em poesia, teatro, romance psicológico e até mesmo ficção experimental, antes de mergulhar nesse gênero com consistência — e com o engenho que caracteriza a cultura nórdica. (Alfa – julho 2011)

Algumas semanas antes vi o trailer de um filme…  The girl with the dragon tattoo ou A garota da tatuagem de dragão.

O vídeo acima, com o Daniel Craig é a adaptação hollywoodiana do livro. Esse filme está sendo esperado por dois motivos. O primeiro porque a história é foda! absurdamente boa. Além disso, é dirigido pelo David Fincher (1992 – Alien 3/ 1995 – Se7en [sete pecados capitais] / 1999 – Fight Club / 2006 – Zodiac/ 2008 – The Curious Case of Benjamin Button / 2010 – The Social Network [a rede])   *Ruim o currículo do moço, néam?*

Estreia 21 de dezembro nas terras estadunidenses e no dia 10 de fevereiro aqui no Brasil.

Mas caso você seja mais ~cult~ ou impaciente, veja o trailler (abaixo) e assista a versão sueca que já dá pra encontrar pelos torrents da vida e locadoras.

No final das contas, fiquei curioso sobre o livro. Já tinha um bom tempo que eu não lia um romance policial. Em um final de semana, na Fnac de Pinheiros, estava decidio a comprar o livro. Quando subi as escadas rolantes e parei no andar reservado a livros, dei de cara com um box do autor, com o livro The girl with the dragon tattoo e os dois primeiros da Trilogia Milenium,todos em inglês, por R$59,00. (!!) É ou não é bacana? *–*

Enredo

Acompanhar o jornalista Mikael Bloomkvist e a hacker Lisbeth Salander enquanto os dois tentam descobrir o que aconteceu em uma ilha há 37 anos é fantástico. Os dois procuram saber o que aconteceu com Harriet Vanger a pedido de seu tio, o velho milionário Henrik Vanger.

O velho chama Mikael prometendo não só recompensa financeira para a atribuição, mas também provas sólidas contra Wennerström – empresário corrupto que conseguiu pegar Mikael numa armadilha e derrubou toda a sua credibilidade perante a mídia.

Mikael concorda em passar um ano escrevendo a história da família Vanger como um disfarce para poder fuçar e perguntar a vontade sobre o que aconteceu no dia em que Harriet Vanger misteriosamente desapareceu, há 37 anos. Vanger acredita que Harriet foi assassinada por um membro da família Vanger. Cada ano em seu aniversário Harriet dava a Henrik uma flor seca, o que Henrik continua a receber depois do assassinato, ano após ano, sempre no dia do seu aniversário.

Por conta desse mistério, cinco gerações da família são investigadas. Mas os Vanger não estão nem um pouco satisfeitos com o jornalista fuçando a vida e o passado deles. Além disso, acham que a obsessão de Henrik com o caso da sobrinha beira a loucura. Eles têm tudo quanto é motivo, desconfiança e dinheiro para tentar parar a investigação.

Antes desse novo serviço para Mikael, a história de Salander é tanto quanto curiosa e trágica e conforme os capítulos vão se amarrando, ela passa de alguém à margem da sociedade e vira peça central em toda a trama trazendo novos desfechos para a investigação. Além disso, as coisas que ela faz, são ótimas e deixa o leitor de pé com o livro na mão, sentindo as mesmas emoções.(O que mais esperar de um bom livro?)
Com um ritmo cadenciado e desfechos inimagináveis para cada capítulo, esse livro nasceu um clássico.

Stieg Larsson

Stieg Larsson

A história do autor não é menos impressionante do que a de seus livros.

Larsson morreu de um ataque cardíaco logo após entregar aos seus editores os manuscritos da Trilogia Millennium. (!!)  Ele não viu seu sucesso. Em 2008, Larsson foi o segundo autor mais vendido do mundo! (Aqui no Brasil, sua trilogia vendeu mais de 350 mil exemplares, e no resto do mundo, 66 milhões!!!!)

Ele foi um jornalista e ativista político bastante influente, denunciou organizações neofacistas e racistas (um problema bastante sério para os lados bem pra lá do trópico de câncer.

Quando tinha 15 anos, ele testemunhou o estupro coletivo de uma menina. Ele nunca se perdoou por não conseguir ajudá-la. Seu nome era Lisbeth (o mesmo que a moça dos livros que também é vítima de estupro). Talvez isso explique porquê seus livros têm sempre uma mensagem contra a violência à mulher.

Por causa de sua atuação na luta pelos direitos humanos, Larsson recebeu várias ameaças de morte.

Classificação:

Anúncios

7 comentários em “Um mistério, um jornalista ferrado e uma hacker problemática

  1. reginapinheiro
    26 de agosto de 2011

    caio, é isto mesmo. Belo comentário. Estava sentindo falta de seus artigos. Regina.

  2. Sônia Lins
    29 de agosto de 2011

    Oi Caio!
    Muito, muito envolvente seu artigo! Senti saudades de você contando “histórias” aqui pra gente.
    Beijo.

    • Caio Neumann
      29 de agosto de 2011

      ^^ Obrigado Sônia!
      Já to preparando uma bem legal pra semana que vem.
      ; – )
      Beijão!

  3. Pingback: 2 coelhos com um caixa d’água só | Os Sem Biblioteca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: