MIRANTE 1

Apenas um grande caderno de notas. Um mirante de onde eu olho tudo e qualquer coisa e bato nas teclas pra registrar.

Vídeoclipes bonitos

Bora começar o ano com o pé direito e vou logo adiantando.

Esse ano estamos engatilhando mudanças interessantes pra melhorar Os Sem Biblioteca.

Mas ao que interessa.

Vou fazer um top 10 dos clipes mais bonitos do rock. Clipes bonitos precisam de uma boa música. Peguei coisas antigas e coisas novas.O critério para escolher cada um desses clipes foi a fotografia, edição, produção, direção e o diálogo do filme com a música.

Não coloquei curtas que levaram a tecnologia ou mudaram a história dos clipes. Mas procurei trazer aqui pinturas. Pequenos vídeos e canções que são belas, pura e simplesmente.

Logo na primeira cena, eu acho fantástica a ideia de colocar um esquelho atrás do ombro direito do Eric Martin (vocalista). Pois a banda tem só quatro pessoas, então, pra equilibrar visualmente o quadro…..ah assiste aí. Também vale destacar a mudança de cor  durante o solo. A música é de 1991 e está no álbum “Lean to It”

Também em 1991, o Scorpions lançou esse colorido e bonito clipe.

Mais um de 1991 e que é muito parecido com o do Scorpions, eis um dos clipes mais bonitos do príncipe das trevas

Agora, dá pra entender porque tem tanto nêgo saudosista do rock. 1991 foi realmente um ano incrível para bons clipes e boas músicas. Não é a toa que a MTV bombava lá fora e dava seus primeiros passos aqui no Brasil.

Losing My Religion, do álbum “Out of time” é um dos clipes mais bonitos da história na minha opinião. Poético, tem uma textura que me lembra a renascença.

Dois anos depois, o KISS lançava essa obra de arte. Um ‘ensaio’ da banda filmado. Algo simples eu diria, mas o jogo de cores e a câmera voadora fazem bastante diferença.

More than words, Extreme.  lançado em 1990 no álbum “Extreme II: Pornograffitti”. Tudo aí é bonito, até os músicos ¬¬

Ainda na onda do preto e branco, uma música de 1983….ah, vocês sabem.

Ainda nos anos 1980, mais percisamente 1987 saía essa música…claro que teria que aparecer nessa playlist um clipe do U2, eles fazem clipes bonitos.

Vamos pra algo mais novo? 2003 saia o primeiro cd do The Darkness. Você já deve ter ouvido falar ou deve ter assistido a um de seus clipes com seu vocalista de macacões abertos até a virilha e gritinhos agudos. Mas esse clipe, feito nas Highlands é demais.

Falando em Highlands, a música do Queen para o filme Highlander, Who Wants to Live Forever, de 1986 ganhou um clipe digno de… Queen.

Puxando algo bem novo, os clipes do 30 seconds to mars são uma obra de arte, praticamente todos os seus clipes. A maioria dirigida por Bartholomew Cubbins, pseudônimo do full artist Jared Letto, vocalista, ator, diretor…é… e bonito também o fdp. Mas esse clipe é poético.

E pra fechar, o vídeoclipe mais caro produzido até seu ano de lançamento, 1992. Um bom fruto da megalomania de Axel Rose. Mas também um primor narrativo, estilístico e claro, uma música épica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: