MIRANTE 1

Apenas um grande caderno de notas. Um mirante de onde eu olho tudo e qualquer coisa e bato nas teclas pra registrar.

Diário de um Cajiano – #6 dia – Ben Hammersley

A segunda-feira começa cansada, porém animada. Mastigando tudo o que nos deram na semana anterior mas com fome pra muito mais. E a palestra da segunda-feira foi uma das mais inspiradoras.

O Curso Abril de Jornalismo fechou uma parceria com o British Council e durante essa semana vamos receber quatro grandes jornalistas da terra da rainha.

O primeiro foi Ben Hammersley. Repórter free lancer da BBC, editor da Wired UK, jornalista do escritório do primeiro ministro britânico sobre tecnologia, repórter do The Guardian e muito mais… e o cara tem só 36 anos.

Armado com um sotaque britânico carregadíssimo, uma tatuagem enorme no braço direito,  uma língua presa engraçada e um bigode parecido com o de Salvador Dalí ele nos assaltou inúmeras risadas.

Eu já ouvi muito papo de jornalista veterano falando sobre a profissão. Mas poucas vezes as falas alcançaram esse lugar em que faz você respirar fundo e dizer “encontrei a minha vocação”.

“Parabéns por terem escolhido essa carreira. Vocês terão a melhor carreira na história dos trabalhos. (…) Seu papel na sociedade é o de alguém que explica o que está acontecendo para todo mundo. Hoje e nos próximos anos vocês terão muito o que escrever. Estamos em um tempo em que o mundo está complicado e aterrorizador. O resto do mundo está olhando para os jovens jornalistas. O mundo está mudando rápido demais e as pessoas que estão no controle estão confusos e assustados. E seu trabalho é o de pegá-los pela mão e mostrá-los o que está acontecendo”.

Mas a indústria do jornalismo está passando por problemas. Estamos mudando rápido demais. De acordo com Hammersley estamos reconstruindo o negócio do zero – mas sem fazer a máquina parar. “Há 30 anos se você estivesse crescendo em uma cidade como a minha, no interior da Inglaterra, você tinha seis ou sete grandes jornais nacionais, umas 20 revistas, quatro canais de televisão, um cinema e um teatro. Também tínhamos uma ou duas livrarias. Se você fosse um jornalista, teria uma grande audiência pelo simples fato de não se ter muito o que fazer no seu tempo livre. Hoje, todos nessa sala podem ler um milhão de jornais sem se mexer da cadeira. Como jornalista, você concorre pela atenção do leitor com outros jornalistas, várias revistas, sites, aplicativos, Angry Birds…fotos de gatinhos”.

Isso mesmo, competimos com fotos de gatinhos. Isso é tão verdade que toda a sala explodiu em risada – Ben levou mais uma. Tão verdade e tão patético assim. Aí eu penso em… BBB ¬¬

Ele comentou o caso da Intel. Seu fundador Gordon Moore, lá nos anos 1980 ou 1970 percebeu que a cada ano o poder de um chip dobra ou o mesmo chip, de um ano para o outro fica a metade do seu preço original. E usam essa regra para tudo quanto é tecnologia. Eu penso no meu notebook. O meu primeiro, eu paguei R$1700 e ele tinha 2 GB de RAM e 120 GB de HD. Meu segundo, comprado em 2010, custou R$1900 e tinha 4GB de RAM e ainda assim 120 GB de HD. Essa belezinha – que por enquanto é o meu xodó – de onde escrevo esse texto tem 6GB de RAM e 500 de HD e eu paguei R$2000.

Mas isso tudo mostra que o cenário em que a atividade jornalística atua está mudando a cada ano. “Você precisa começar a pensar o que isso significa para os seus planos, operações e carreira e aprender”.

Desenho de Thales Molina – http://instagr.am/p/oyGjA/

Skills

Algumas habilidades que segundo Ben Hammersley serão preciosas nesse novo cenário. Se for parar pra pensar, são as mesmos bons atributos de um bom jornalista desde a idade média.

– Você deve ser capaz de escrever, tirar uma foto, usar uma videocamera, usar o Google de maneira apropiada, falar mais de uma língua… e prestar atenção, muita atenção ao que está acontecendo. E além disso, conseguir sair do contexto e ver as coisas pelo lado de fora.

– Questione TUDO! Nunca pare de perguntar “Por que?”

– Sempre tente aprender algo novo (SEMPRE!)

Hammersley tanbém contou um episódio engraçado, sobre como virar um correspondente de guerra.

Ele contou sobre uma conversa com uma veterana, correspondente de guerra do The Guardian. Nesse bate papo ele perguntou “qual o segredo para eu ser um correspondente de guerra!?” E depois de pagar algumas bebidas pra ela a resposta foi “vá a uma guerra e corresponda!”

Go and do it!

“Jornalismo é a única profissão em que você pode se posicionar aonde quiser”, moda, cultura, cinema, economia, televisão… o que for. “Mas vá e faça. Se você esperar alguém pedir algo para você, provavelmente o que te pedirem vai ser chato. Meu conselho é se você for bom em algo, espalhe a palavra e vá fazer. Há 30 anos era difícil ser um jornalista porque apenas algumas empresas tinham impressoras. Hoje, todo mundo tem uma impressora em casa, todo mundo tem internet”!

“Lembrem-se, sua carreira é importantíssima. O mundo está pegando fogo, a Europa…bem, nós estamos ferrados, a África não é um lugar feliz, o Oriente Médio, os Estados Unidos… os EUA serão um país bastante depressivo nos próximos anos… Nós temos muitas, muitas histórias para contar. Vocês escolheram uma boa carreira, mas ninguém ira pedir para vocês fazerem nada legal”.

Pra mais informações sobre o Ben…

http://www.guardian.co.uk/profile/benhammersley?page=2

http://www.guardian.co.uk/video/page/0,,1937880,00.html

http://www.google.com.br/search?sourceid=chrome&ie=UTF-8&q=ben+hammersley+afeghanistam#hl=pt-BR&sa=X&ei=nCoxT9mEIcjAtgepouXtBg&ved=0CBwQvwUoAA&q=ben+hammersley+afghanistan&spell=1&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&fp=a3aff07ff28fa438&biw=1304&bih=664

Anúncios

Um comentário em “Diário de um Cajiano – #6 dia – Ben Hammersley

  1. Pingback: Diário de um Cajiano – finalmentes – Marcelo Tas | MIRANTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: