MIRANTE 1

Apenas um grande caderno de notas. Um mirante de onde eu olho tudo e qualquer coisa e bato nas teclas pra registrar.

Trabalho do jornalista no texto

Eis um e-mail que recebi há quase quatro anos… ainda estou digerindo todas essas letras…e aprendendo com elas. Me ajudam no exercício de escrever, tanto aqui no blog quanto no trabalho ou aonde quer que seja. Espero que possa ajudar a um de vocês, fiéis leitores desses ensaios.

Caio,

Peço que você analise a minha edição e compare, frase a frase com o texto original, fazendo uma análise bastante cuidadosa da clareza de um e da clareza de outro.
Observe as frases, o modo como as ideias são comunicadas, a precisão e a fluência.
Verifique especialmente os leads.

Um lead (abertura de um texto) deve conter idealmente respostas para as perguntas O que, Como, Quem, Onde e Quando.

Quando não for possível encaixá-las todas, cuidar para que haja uma ideia clara, um fato, uma notícia, capazes de despertar o interesse do leitor.

Prefira as frases mais curtas, as palavras mais simples, o jeito mais direto de comunicar.

Evite as repetições de pronomes e preposições, o excesso de verbos de ligação que, além de empobrecerem o texto, chateiam o leitor.

O desafio nosso é o mesmo que o da Sherazade de 1001 noites: temos que cativar as pessoas pelo nosso jeito de contar história…No nosso caso específico, precisamos contar histórias, inserindo informações que façam sentido e sejam úteis para os leitores…porque não somos escritores, mas jornalistas.

E jornalistas recorrem às fontes. boas fontes. São elas que pensam, que têm opinião, que esclarecem…que afirmam, dizem, ensinam, explicam, completam, informam, anunciam, prevêem, crêem, acreditam, sugerem, destacam, ressaltam, pontuam, discordam, concordam, defendem, atacam…

E nós, pobres mortais, apenas as utilizamos, conferindo-lhes total crédito e mediante muletas do tipo “segundo o”, “de acordo com o”, “para o”, “Conforme o”, “Atesta o”, Defende o”, “explica o”.

Num texto jornalístico, o lead é a vitrine. Precisa ser atrativo, leve, bonita, forte, informativa, clara, precisa, direta, objetiva, limpa, sedutora…
Se não, ninguém entra na loja, ou seja, ninguém segue lendo a matéria. Perde-se leitores num país de poucos leitores, daí a nossa responsabilidade até social de ser competente no que fazemos.

Há algumas coisas que irritam leitores. Vamos a elas:

1)Ideias confusas e mal comunicadas
2)Erros de português básicos
3)Períodos de texto longos e aparentemente sem sentido
4)Ideias repetidas
5)Pior do que ideias repetidas, só mesmo repetidas com as mesmas palavras
6)Erros de informação que qualquer criança de quarta série consegue perceber
7)Fontes que dizem sem ter nada a dizer
8)Jornalistas que escrevem, sem conseguir se expressar

Escrevo essa bíblia para formalizar tudo o que temos discutido nos últimos dez meses.
E para orientá-lo no seu processo de desenvolvimento.

Algumas atitudes que vão fazer diferença no seu processo de amadurecimento profissional:

1) Ler, ler, ler…muito e tudo, mas principalmente jornal e revista.

2) Ler com um olhar crítico, procurando ver como o jornalista expressa as ideias do texto…descobrindo o que agrada e o que te desagrada no texto.

3) Escrever, escrever, escrever…De manhã, de tarde, de noite…de madrugada até…aos sábados, aos domingos e nos feriados.

4) Adotar a atitude de parar para escrever quando tomar contato com algum fato que tenha a ver com os temas de nossa cobertura…em casa, no banheiro, na praia, no ônibus…

5) Escrever e publicar

6) Primeiro as primeiras coisas….

Conte comigo para o que precisar…
Mas principalmente conte com você, na plenitude de suas possibilidades

Abs

RV

Anúncios

2 comentários em “Trabalho do jornalista no texto

  1. Nat
    31 de julho de 2012

    Incrível!

  2. Cristiano
    2 de agosto de 2012

    Saber escrever nao é só para jornalista… hoje o email como documento saber escrever é um diferencial.

    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 31 de julho de 2012 por em Textos e ensaios... e marcado , , , .
%d blogueiros gostam disto: